segunda-feira, 1 de março de 2010

O último romance

Estive pensando... ao estar apaixonada, tenho vontade de me entregar esperando reciprocidade. E claro, sou insegura... as vezes me sinto esperando demais e no final tenho medo de não ser correspondida. Por já ter sido um dia.
Que ser humano, na sua maior humildade e solidariedade, pode se dizer não egoísta quando se trata de amor? Quem abre mão de alguém que gosta para deixá-lo aos cuidados de q
ualquer um que não seja o seu? Por mais que exista o conceito de liberdade, aquele na qual acredito, onde todos tem a vida própria e ninguém é dono de ninguém... que acredite que mesmo sendo um casal, um não tem o direito de decidir nada pelo outro, mas sim decidir juntos o que ambos querem... Não consigo abrir mão de te mostrar que quero você só pra mim. Que morro de ciúmes de você. Que não quero você com outros... que quero saber em que você pensa, o que você sente. E tenho medo desse sentimento se tornar destrutivo.
Não sei porque todo esse medo. Talvez minha insegurança seja absurdamente alta... mas não sei como mudar isso em mim. Acho que sempre esperei que fizessem algo por mim, por sempre ter feito por outros. E qualquer atitude positiva que tenha sido tomada atualmente, tento pensar que tem a ver comigo. Acho que isso me dá uma pequena ilusão de felicidade.
Eu amo, eu me apaixonei. Por um olhar, um gesto de carinho. Um sorriso tímido e a falta de demonstração afetiva. Me apaixonei pelo medo de não saber se o amor é o mesmo, pela frieza na qual me trata, pelo jeito que me domina. Pela fragilidade que transparece. Amo! E não quero esconder. Mas novamente, prendo-me ao receio de acabar subitamente por um motivo forte... ou não.

6 comentários:

  1. Fabrícia Carolina1 de março de 2010 00:34

    *---------------------------*

    Não creio, Digníssima. Que fofixxxxxxxx

    ResponderExcluir
  2. um post digno da dignissima, sem a ironia que se esconde por de tras do seu username, rs
    bom gosto, boas palavras . é, somente elogios pra você, bj

    ResponderExcluir
  3. Muito bom. Espero me apaixonar por alguém assim um dia. Beijocas.

    ResponderExcluir
  4. OWWWWWWWWWWWWWWWN, NAO SABIA QUE SUA PAIXAO TINHA CHEGADO A ESTE ESTADO...TAO LINDO.

    ResponderExcluir
  5. Onde te acharam, não tem mais, não? A Fabrícia me chamou só pra ler isso aqui. SUA LINDA KKK

    ResponderExcluir
  6. disse tudo. *-*
    esse tipo de amor é mesmo MUITO bom.

    ResponderExcluir